REVISTA ASAS

AVIÕES, AEROMODELISMO, ESPORTES, DRONES, E NOTÍCIAS

Projeto em presídio de MS é destaque sobre experiências de saúde e qualidade de vida do servidor

O Projeto Bem-Estar Profissional, desenvolvido há quase dois anos no CPAIG (Centro Penal Agroindustrial da Gameleira), é uma das experiências de sucesso apontadas pelo Projeto Valoriza – Saúde em Foco, que realizou um levantamento nacional sobre iniciativas voltadas à saúde e qualidade de vida do servidor penitenciário.

A seleção foi feita pela Senappen (Secretaria Nacional de Políticas Penais) e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), que organizaram uma Mostra Virtual para apresentar ações em diferentes partes do país, com o objetivo de enaltecer e também inspirar novos projetos voltados ao tema. Os relatos da Mostra Virtual são apresentados no formato de “perguntas e respostas”, com detalhes sobre como são realizados e as parcerias envolvidas.

O “Bem-Estar Profissional” é uma iniciativa da direção do CPAIG, em conjunto com equipes de policiais penais, e o projeto teve início com a promoção de ginástica laboral, sendo implementadas outras atividades posteriormente, como visitas domiciliares e hospitalares, acompanhamentos de comorbidades, parcerias com outras instituições, trabalho multidisciplinar em saúde etc.

“Começamos o projeto com atividades de ginástica laboral, com o objetivo de prevenir e amenizar problemas e doenças crônicas degenerativas causadas pelas constantes repetições de movimentos ou pela falta de orientação adequada ao trabalho”, explica o diretor do presídio, Adiel Rodrigues Barbosa.

Essas atividades acontecem três vezes por semana, das 7h40 às 7h50, e são realizadas no espaço do refeitório. A profissional que conduz a atividade é policial penal, com formação em Fisioterapia, que atua de forma voluntária.

As ações envolvem, ainda, em parceria com o CIAPS/CASSEMS, agendamento e encaminhamento dos servidores com necessidades de atendimento psicológico e/ou psiquiátrico, acompanhamento de saúde trimestral, com aferição de pressão arterial e glicemia, pesagem, cálculo de Índice de Massa Corporal e medida da circunferência abdominal dos servidores com comorbidades (hipertensão e diabetes) e demais profissionais que tenham interesse.

“O intuito é tratar doenças preexistentes e prevenir doenças crônicas, incentivando alimentação saudável e a prática de exercícios físicos”, comenta o dirigente, explicando que essas atividades acontecem durante quatro dias seguidos, para atender a demanda de todos os plantões.

Dentro das ações pontuais desenvolvidas, em parceria com a Clínica da Família, também da CASSEMS, em maio do ano passado, foi realizado o Dia “D” de cuidado com a saúde, com a presença da equipe multidisciplinar do Projeto Itinerante.

Outro parceiro, o Laboratório Sabin, esteve na unidade penal realizando coleta de exames laboratoriais de 34 servidores. Foi disponibilizado café da manhã especial a todos os que participaram.

O diretor do presídio ressalta que, como resultado das ações, foi observado uma diminuição dos atestados médicos dos servidores. “Mas, principalmente, notamos que houve mudança no relacionamento entre os profissionais, que sentiram confiança em compartilhar e buscar orientações para a sua saúde física e mental”, aponta o dirigente.

No momento, por exemplo, a unidade aderiu à campanha “Fevereiro Laranja”, voltada à conscientização, prevenção e tratamento da leucemia. No mês passado, também foram realizadas atividades de saúde mental com a campanha “Janeiro Branco”, com foco nos servidores.

Além do diretor Adiel, são autores do projeto “Bem-Estar Profissional” as policiais penais: Lucinéia de Jesus Oliveira; Rosanir Garcia do Rosário Lemos; Gisele Nantes Nogueira dos Santos; Joita Firmino Romcy de Moura e Fabiana Emanuelle Archanjo dos Santos.

Comunicação Agepen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *