EUA aumenta fiscalização na produção da Boeing

A Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) aumentou hoje (12), a fiscalização na produção da Boeing, depois de uma porta intermediária de um 737 MAX 9 cair em voo da Alaska Airlines.

A decisão com efeito imediato inclui uma ampla supevisão da linha de produção do Boeing 737 MAX 9, bem como verificação da qualidade e conformidades das estruturas, peças e componentes de seus respectivos fornecedores.

A medida ocorre um dia depois dos reguladores norte-americanos formalizarem um pedido formal de investigação junto a empresa.

Uma série de defeitos foi reportada pela empresa nos últimos meses, em especial nos aviões da família MAX, o que leva a diversos questionamentos sobre a qualidade de montagem da popular aeronave de fuselagem estreita.

Em comunicado, a FAA diz que “os vários problemas relacionados à produção identificados nos últimos anos exigem que analisemos todas as opções para reduzir o risco. A FAA está explorando o uso de um terceiro independente para supervisionar as inspeções da Boeing e seu sistema de qualidade.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *