França começa a reduzir voos domésticos em agosto

Em agosto, a França vai começar a aplicar a proibição de voos domésticos em rotas que podem ser cumpridas de trem em até duas horas e meia, um ano após o parlamento do país ter aprovado a medida.

A decisão visa reduzir as emissões de carbono, respeitando as metas impostas pela União Europeia de zerá-las até 2050. A Air France, principal companhia aérea local, irá suspender rotas consideradas populares, a partir dos aeroportos de Charles de Gaulle (CDG) e de Orly (ORY), em Paris.

A companhia aérea já havia se comprometido a rever a sua malha como condição para receber auxílio do governo francês, em 2020, logo após o início da pandemia de covid-19. Na ocasião, os voos de ORY para Nantes (NTE), Rennes (RNS) e Bordeaux (BOD) foram suspensos, mas uma brecha permitiu que a oferta de voos de CDG para pelo menos um destes destinos fosse ampliada.

Inicialmente, a expectativa era de reduzir o tráfego aéreo doméstico na França em pouco mais de 10%, mas, para que a competitividade local não pudesse ser afetada, o que realmente será poupado, em matéria de emissões, é incerto.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *