Avião secreto de Top Gun: Maverick foi criado por fabricante real

O avião secreto de Top Gun: Maverick foi criado por um fabricante real, no caso, a Lockheed Martin, a mesma dos caças F-22 e F-35, por exemplo.

O blockbuster Top Gun: Maverick estreou recentemente nos cinemas tem recebido uma considerável lista de elogios, agradando bastante o público, principalmente os fãs de aviação que acompanharam o primeiro longa de 1986.

Uma dos é a presença do Darkstar, uma aeronave furtírisca.

Some call it movie magic. Our Skunk Works® team calls it defining the future.

— Lockheed Martin (@LockheedMartin)

A equipe que desenvolveu o avião do filme, que é apenas um modelo em escala real, é a lendária divisão Skunk Works da Lockheed Martin, que desenvolveu entre outros o SR-71 Blackbird e o ‘invisível’ F-117 Nighthawk. A equipe participou da criação deste modelo fictício de última geração.

A equipe do técnica do Top Gun: Maverick procurou a Skunk Works com a proposta de criarem conjuntamente um avião futurista, mas que fosse realista do ponto de vista da tecnologia esperada para o futuro. A Lockheed Martin prontamente convocou seus designers conceituais, engenheiros e desenvolvedores de aeronaves para ajudarem na criação do Darkstar.

A Lockheed Martin apresentou aos produtores de Top Gun: Maverick uma série de conceitos reais, como o formato necessário para este tipo de avião, como seriam as janelas do cockpit, o esforço existente sobre a fuselagem, os pontos de extremo calor gerado em regime hipersônico, assim como a necessidade de mudança em pleno voo do sistema de propulsão de turbofan para scramjet.

“Fizemos uma parceria com a equipe criativa do filme Top Gun: Maverick  para colaborar em trazer nossa experiência em capacidades hipersônicas e design de aeronaves para a tela grande”, disse a Lockheed Martin em nota.

Um dos envolvidos foi o projetista Jim que com seus rabiscos ajudou a criar a aeornave hipersônica. Também houve a participação da engenheira Becky, que foi a responsavel pelo desenvolvimento da maquete em escala do Darkstar.

Embora o Darkstar não exisita na realidade, o conceito existe e tem sido testado em projetos da Lockheed para as forças armadas dos Estados Unidos. Embora futurista, o avião traz algumas lembranças do icônico SR-71 Blackbird

O ideia de velocidade hipersônica já é uma relidade nos Estados Unidos e em outros países. Veículos e ou armas com velocidades acima de Mach 5 promotem ser o futuro da aviação de combate e investimento na área está acontecendo rapidamente. Contudo  os detalhes de projetos de aeronaves, tripuladas ou não, ainda é considerado secredo de Estado.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *